sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Cuidado nunca deseje o que é dos outros




Um homem vivia reclamando da vida, acreditando que muita gente levava uma vida melhor que a sua. Certo dia, andando pela rua, avistou uma carruagem na qual estava um senhor muito bem-acomodado que mais parecia um rei, sentado num banco confortável e sendo abanado por seus servos. De repente a carruagem aproximou-se dele, parando bem ao seu lado. Olhando para ela, não resistiu e exclamou: "Isso é que é vida boa!"

O outro que escutara a sua observação, perguntou se desejava trocar de lugar com ele. O homem pensou estar sonhando diante de tal proposta e na mesma hora aceitou. Trocaram, então, seus lugares, e o homem que deixou a carruagem saiu a pé correndo feliz da vida.

Já dentro da carruagem, sentido-se muito importante, o homem pediu aos cocheiros que o levassem para uma volta pela cidade, porém eles disseram que antes o levariam à presença do rei. Nesse momento, ele ficou mais feliz ainda, pois, além de todo aquele conforto e mordomia, estaria na presença do rei.

Chegando ao palácio, os servos pediram-lhe que descesse, pois o rei queria vê-lo. Diante do rei, este constatou que não se tratava do homem que aguardava e perguntou aos servos onde estava o condenado. Ao que eles responderam:

- Foi-se embora, pois este homem quis trocar de lugar com ele.

O rei então sentenciou:

- Enforquem-no.

Desesperado, o homem disse que nada tinha feito senão trocar de lugar com aquele senhor, pois havia admirado o conforto e os privilégios de que o outro gozava.

E o rei então explicou:

- Infelizmente o senhor trocou de lugar com um homem condenado à forca, que estava passeando para realizar o seu último desejo antes de morrer.

Lição: Para estarmos de bem com a vida, é necessário valorizarmos o que somos e o que temos.

Para que a sua família se transforme, incentive seus familiares a olhar aquilo que já conquistaram.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário